Reformulação do Sistema Prisional e a Criminalidade

10-04-2017 12:23

 

Se faz necessário a reformulação do sistema prisional do Brasil com urgência, para o bem da sociedade brasileira e para o bem dos presidiários. Pois este sistema não passa de um sistema falido e estagnado que nunca recuperou ninguém. Pelo contrário, são verdadeiras escolas do crime formadoras de indivíduos de alta periculosidade.

 

Reformular esse sistema penal-prisional não é diminuir a idade penal, implantar prisão perpétua e pena de morte, mas sim criar polos prisionais que sejam ao mesmo tempo educacionais, profissionalizantes e trabalhistas. Ou seja, um verdadeiro sistema prisional é formulado por trabalho e livros, sem sub-lotação de suas unidades prisionais.

 

Com a reformulação deste sistema seria possível se aplicar e trabalhar diversas metodologias humanísticas com os presidiários. 

 

Outro fator grave do sistema falido prisional é que o ex-presidiário carrega a culpa do seu crime para o resto da vida, pois mesmo pagando sua pena, o seu nome continua no banco dos criminosos. Isso é na verdade uma pena perpétua, pois nessa sociedade cruel, violenta e preconceituosa pouquíssima gente dá oportunidade para um ex-criminoso. Este fator grave é um dos motivos que leva a não recuperação dos criminosos e faz com que eles voltem para a vida do crime quando saem do sistema prisional.

 

Observação: 

 

1ª) A criminalidade só será combatida de frente quando os Governantes dessa nação começarem a investir em políticas sociais humanísticas, como a criação de creches, polos culturais e de lazer e a melhoria do sistema educacional em áreas sociais criticas. Ou seja, investir nos seres humanos que estão nas áreas de periferia e de favela. Exemplo:  

 

Quando o Exército foi chamado para invadir com a Policia o Morro do Alemão e dar pente fino em barraco por barraco era para depois disso tudo ter montado grandes programas sociais para prevenir que os moradores dessa área não passarem para o lado do crime, como Projetos e oficinas de cultura, educacional, esportivas e sociais e de geração de emprego, como oficinas de costuras, tecelagem e artesanato ou incentivos de cooperativas. As crianças e jovens dessa área estarem em escola de período integral ou em escola de ensino técnico, para não se envolverem com a criminalidade (ônibus escolares levando e trazendo elas). Além disso, era para o Morro do Alemão ficar com portarias com a Polícia controlado quem entra e quem sai de dentro da favela, por meio de detector de metal de mão e cães farejadores para vistoria dos carros e malas suspeitas. Fazer um projeto de polícia comunitária dentro da favela ( para os polícias dessa área não se contaminarem com a criminalidade, eles só podem ficar 2 anos no máximo nesse local, depois têm que ser trocados por outros policiais de outra área. Ou seja, a cada 2 anos os polícias rodam de local de serviço). Colocar câmeras de filmagens em ponto estratégicos da favela. Ou seja, um projeto de sócio-educacional-cultural-urbano, com ajuda do governo Federal e de ONGs. Mas o que foi feito, o Exército entro com a Polícia e depois abandonaram tudo, e olha o resultado agora? A Policia é recebida a bala no Morro do Alemão, pois a política de segurança do Rio de Janeiro sempre foi a da Bala.

Agora se a cúpula da segurança publica  é da mesma opinião de certos Jornalistas e Políticos, a da bala, o resultado é esse ai! Nada com nada, dente por dente, choro por choro, desgraça por desgraça e tristeza por tristeza.

 

Lembro aqui ainda, que a política da bala praticado por este Estado já dura mais de 30 anos! Se o mesmo Estado tivesse investido e cuidado dessa situação como descrito por mim e não pela idéia da política da bala dos Senhores  políticos, esse Estado já teria dado frutos nessa área e não estaria nessa situação.

 

Por tanto, nada adiantar colocar as Forças Armadas nas Ruas de um local que enfrenta grandes índices de criminalidade se não existir planos de projetos efetivos de inclusão social e desenvolvimento educacional , humano e cultural.  As Forças Armadas só atenua o problema que voltará logo mais com força, pois o problema não foi tratado como se deveria para ir perdendo força. Inclusive,  as ações de inteligência para achar fornecedores de armas e drogas para as favelas são muito precária. 

 

É importante frisar aqui,  que quando se fala em politica de segurança e liberar verba para ela a conversa e a ideia é: Vamos comprar Tanques de Guerra, Helicópteros , Bazuca e Fuzil para armas nossas Polícias. 

Quando o Exército foi chamado para invadir com a Policia o Morro do Alemão e dar pente fino em barraco por barraco era para depois disso tudo ter montado grandes programas sociais para prevenir que os moradores dessa área não passarem para o lado do crime, como Projetos e oficinas de cultura, educacional, esportivas e sociais e de geração de emprego, como oficinas de costuras, tecelagem e artesanato ou incentivos de cooperativas. As crianças e jovens dessa área estarem em escola de período integral ou em escola de ensino técnico, para não se envolverem com a criminalidade (ônibus escolares levando e trazendo elas). Além disso, era para o Morro do Alemão ficar com portarias com a Polícia controlado quem entra e quem sai de dentro da favela, por meio de detector de metal de mão e cães farejadores para vistoria dos carros e malas suspeitas. Fazer um projeto de polícia comunitária dentro da favela ( para os polícias dessa área não se contaminarem com a criminalidade, eles só podem ficar 2 anos no máximo nesse local, depois têm que ser trocados por outros policiais de outra área. Ou seja, a cada 2 anos os polícias rodam de local de serviço). Colocar câmeras de filmagens em ponto estratégicos da favela. Ou seja, um projeto de sócio-educacional-cultural-urbano, com ajuda do governo Federal e de ONGs. Mas o que foi feito, o Exército entro com a Polícia e depois abandonaram tudo, e olha o resultado agora? A Policia é recebida a bala no Morro do Alemão, pois a política de segurança do Rio de Janeiro sempre foi a da Bala.
Agora se a cúpula da segurança publica  é da mesma opinião de certos Jornalistas e Políticos, a da bala, o resultado é esse ai! Nada com nada, dente por dente, choro por choro, desgraça por desgraça e tristeza por tristeza.
 
Lembro aqui ainda, que a política da bala praticado por este Estado já dura mais de 30 anos! Se o mesmo Estado tivesse investido e cuidado dessa situação como descrito por mim e não pela idéia da política da bala dos Senhores  políticos, esse Estado já teria dado frutos nessa área e não estaria nessa situação.
 
Por tanto, nada adiantar colocar as Forças Armadas nas Ruas de um local que enfrenta grandes índices de criminalidade se não existir planos de projetos efetivos de inclusão social e desenvolvimento educacional , humano e cultural.  As Forças Armadas só atenua o problema que voltará logo mais com força, pois o problema não foi tratado como se deveria para ir perdendo força. Inclusive,  as ações de inteligência para achar fornecedores de armas e drogas para as favelas são muito precária. 
 
É importante frisar aqui,  que quando se fala sem politica de segurança e liberar verba para ela a conversa e a ideia é: Vamos comprar Tanques de Guerra, Helicópteros , Bazuca e Fuzil para armas nossas Polícias. 
 
 
 
Quando o Exército foi chamado para invadir com a Policia o Morro do Alemão e dar pente fino em barraco por barraco era para depois disso tudo ter montado grandes programas sociais para prevenir que os moradores dessa área não passarem para o lado do crime, como Projetos e oficinas de cultura, educacional, esportivas e sociais e de geração de emprego, como oficinas de costuras, tecelagem e artesanato ou incentivos de cooperativas. As crianças e jovens dessa área estarem em escola de período integral ou em escola de ensino técnico, para não se envolverem com a criminalidade (ônibus escolares levando e trazendo elas). Além disso, era para o Morro do Alemão ficar com portarias com a Polícia controlado quem entra e quem sai de dentro da favela, por meio de detector de metal de mão e cães farejadores para vistoria dos carros e malas suspeitas. Fazer um projeto de polícia comunitária dentro da favela ( para os polícias dessa área não se contaminarem com a criminalidade, eles só podem ficar 2 anos no máximo nesse local, depois têm que ser trocados por outros policiais de outra área. Ou seja, a cada 2 anos os polícias rodam de local de serviço). Colocar câmeras de filmagens em ponto estratégicos da favela. Ou seja, um projeto de sócio-educacional-cultural-urbano, com ajuda do governo Federal e de ONGs. Mas o que foi feito, o Exército entro com a Polícia e depois abandonaram tudo, e olha o resultado agora? A Policia é recebida a bala no Morro do Alemão, pois a política de segurança do Rio de Janeiro sempre foi a da Bala.
Agora se a cúpula da segurança publica  é da mesma opinião de certos Jornalistas e Políticos, a da bala, o resultado é esse ai! Nada com nada, dente por dente, choro por choro, desgraça por desgraça e tristeza por tristeza.
 
Lembro aqui ainda, que a política da bala praticado por este Estado já dura mais de 30 anos! Se o mesmo Estado tivesse investido e cuidado dessa situação como descrito por mim e não pela idéia da política da bala dos Senhores  políticos, esse Estado já teria dado frutos nessa área e não estaria nessa situação.
 
Por tanto, nada adiantar colocar as Forças Armadas nas Ruas de um local que enfrenta grandes índices de criminalidade se não existir planos de projetos efetivos de inclusão social e desenvolvimento educacional , humano e cultural.  As Forças Armadas só atenua o problema que voltará logo mais com força, pois o problema não foi tratado como se deveria para ir perdendo força. Inclusive,  as ações de inteligência para achar fornecedores de armas e drogas para as favelas são muito precária. 
 
É importante frisar aqui,  que quando se fala sem politica de segurança e liberar verba para ela a conversa e a ideia é: Vamos comprar Tanques de Guerra, Helicópteros , Bazuca e Fuzil para armas nossas Polícias. 

 

2ª) Certa vez uma criança de 10 anos abriu fogo contra PMs no Rio de Janeiro. O que a sociedade vai fazer? Baixa idade penal para 10 anos e colocá-la em uma cadeira elétrica? Ora, já pensou se a gente invés de tratar os drogados e aidéticos, nós passássemos a mandá-los todos para forca! 

 

3ª) Na Índia, estupradores são colocados de quatro e enfiam uma lança nos anus deles e empalam eles e levantam eles que nem rato em espeto! Vocês acham que abaixo os índices de estrupo na Índia? Na Índia ou na Tailândia se colocava de menores sem roupas virados para parede e batiam com violência com um sarrafo na bunda  deles! Vocês acham que isso diminuiu os crimes praticados por de menores nesse país?  Nos EUA a pena de morte vigora a muitos anos lá! Mas minimizou os crimes violentos que acabam recaindo na pena de morte? Nos EUA tem menor idade penal, mas ela resolver o que para os EUA? Detalhe nos EUA: cada vez de você suprime diretos sociais ou não investe neles a violência aumenta junto com a criminalidade, é o que vocês vão observarem logo logo nos EUA, pois o contra fator que é a geração de emprego não está sendo suprida e quem é carente tem que suprir suas necessidades ( o fator trabalho aqui está associado a um valor salarial que supra a carência do individuo e sua família, tais como alimentação, vestimentas, contas de água, luz, aluguel, Plano de Saúde e Previdência). E no Brasil! Suja o nome do preso e ele nunca mais consegue emprego! Vocês acham que abaixo os índices de criminalidade? Não! Aumenta a cada ano! 

 

Abrir aboca e dizer que são tratadores de problema é fácil! Eu quero ver é surtir efeito! Problema que é tratado como se deve e dessa natureza só surte efeito depois de muitos anos.

 

Olhem aqui a realidade que a mídia, os políticos e autoridades não mostram e não fazem nada para resolver:
 
 
 
 

4ª) Vocês vêm políticos construindo escola de período integral e creches para as crianças de favelas ficarem nelas e não ficar na rua brincando de Dono da Boca com Leite em pó e replica bem feita de armas? Vocês vêm políticos construindo escolas técnicas para profissionalizar favelado para ele não virar bandido através de uma profissão e ganhando seu dinheiro honestamente? Existem profissionais treinados para tratar desses assuntos de conscientização nas escolas com os alunos rotineiramente (uma vez e nunca é que tratado assunto não dá para esperar milagre)? Você vê projetos sociais em favelas? Vocês tem  duvida ainda que a educação transforma! Eu vou exemplificar assim: Um terrorista de verdade é criado e treinado e feito sua cabeça desde criança, quando estiver adulto ele executar e faz o que foi treinado. Isso é uma aplicação de conhecimento para guerra, mas esse mesmo método pode ser aplicada cuidadosamente e bem elaborado para paz em escolas de comunidades que podem apresentar futuros problemas de ordem social e também para tratamento de presos.

 
 

5ª) Solução da Criminalidade = Políticas Sociais Humanísticas + Reformulação do Sistema de Leis + Reformulação do Sistema Prisional.

 

6ª) Poderão ser  construídos presídios modelos nos interiores dos Estados  com ajuda dos presos em forma de mutirões, bastando o governo  fazer a terraplenagem da área, as fundações, montagem do esqueleto civil e bater as lajes. Ou seja, o governo faz o serviço pesado e complexo, mas com a ajuda dos presos, sobre a orientação dos mestres-de-obras e engenheiros. Isso torna a construção rápida e barata.
Na mesma condição de construção poderá está acoplado aos presídios uma fábrica, seja de produção de produtos rurais ou industriais, para os presos poderem trabalhar nelas, e os produtos deverão ser destinado ao suprimento dos órgãos públicos, e mais um centro de formação e capacitação. Esse modelo de presídio se auto  paga em parte seus custos de despesas mensais.
 

Observação sobre as entradas de Armas e Drogas no País:

 

Com relação a entrada de Armas e Drogas dentro do Brasil, existem equipamentos de Raio X de carga de caminhões e o de bagagens de mão. Nos Aeroportos e Portos Internacionais, eles entram com 50% do valor do aparelho e o Governo Federal com os outros 50% do valor. Já nas entradas de fronteiras esse dois aparelhos de Raio X ficam na responsabilidade financeira do Governo Federal (Estradas que ligam Brasil e Paraguai são as Prioridades para esse dois aparelhos de Raio X). Enquanto o Brasil não incluir seriamente a instalações deles e garantir suas manutenções, muitas Armas e Drogas continuarão a entrar no Brasil e muitas vidas continuaram a ser perdidas. Esses equipamentos de Raio X podem ser vistos nos links abaixo:

 

www.aeroexpo.online/pt/prod/smiths-detection/product-168960-2476.html

 

www.aeroexpo.online/pt/prod/smiths-detection/product-168960-16021.html

 

Detalhe: O país tinha um projeto de observação e vigilância de fronteiras com Drones e Câmeras que estão sucateados, pois não existe na lei o que garanta repasse de dinheiro obrigatório para comprar e manter esses aparelhos todos anualmente. Exemplo: A Universidade de São Paulo - USP sabe que todo ano ela tem X valor garantido para gastar, então, ela se planeja em cima  desse dinheiro garantido durante o ano, pois a lei garante isso para essa Universidade. 

 

Além disso, em postos de barreira (fiscalização) nunca se deixa pessoas mais de dois anos nestes postos, pois senão, eles podem ser contaminados pela corrupção.

 

Presídios Modelo:

 

www.pragmatismopolitico.com.br/2012/07/noruega-reabilita-maioria-criminosos-presidiarios-mundo.html

 

m.oglobo.globo.com/brasil/presidio-em-minas-adota-novo-modelo-consegue-recuperar-60-dos-presos-20806983

 
 
 
 
O que foi propósito aqui foi confirmado e deu frutos...
 
 
Outra Observação:
 
Para se ter um cont­role mais rígido de atos ilegais das Forças de Segurança e também para garantir a  própria defesa dos agentes de segurança de possíveis acusações,  se faz necessário a instalação de câmeras de filmagem e rastreador­es nas Viaturas e fi­quem sendo monitorandas todo dia por uma equipe.
 
Como nos exemplos abaixo:
 
 
 
 
 

Todas as imagens e dados são de uso restrito das forças de segurança e guardadas sobre sigilo de justiça quando solicitada por órgãos do judiciário, uma vez que:

 

Quando o público geral assistir ao vídeo do tiroteio que envolveu policiais, as pessoas terão reações diferentes. Algumas argumentarão que não há nada que justifique o que aconteceu, enquanto outras dirão que não conseguem ver onde está o problema. As pessoas enxergam as coisas por um prisma baseado em seus próprios valores, origem, suas próprias experiências ou sua própria compreensão da lei. Avaliar uma situação dessa requer se colocar na posição humana , de adrenalina e psicológica em que se encontra um agente de segurança. Imagina a Mídia do Brasil, me desgraçando meio mundo e gerando tensões em diversas frentes  quando um judiciário com merda na cabeça decide liberar imagens para mídia interpretar tudo como deseja e tocar o terror. 

 

Observação importante sobre Segurança Pública:

 

Todo o processo de Reintegração de Pose deve ser feito com comunicação previa de 30 dias, para dar tempo das famílias le­vantarem dinheiro e meios para deixar a área reintegrada. CO­MO O CNJ, QUE FOI IN­FORMADO PARA SE MANI­FESTAR NÃO O FEZ (Jogar eles sabem bem, o povo que dane-se! Enquanto eles ganham auxílio moradia ilegal tendo casa na cidade onde trabalham), DE­VE ENTÃO A LEI SER FEITO.

 

Observação Importante: Em razão desse texto escrito acima um bando de animais brigando por poder e querendo i(mpor suas ideologias violaram e estão violando  meus Direitos e minha Privacidade e com a ajuda da Mídia do Brasil estão gerando  grande terror.

 

"Eduquem as crianças e não precisaremos castigar os homens." - www.youtube.com/watch?v=52NT9cSWC_8